15/09/2014

Cantinho de Leitura: dicas de organização e regras



Cantinho de Leitura
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
Texto de Ivanise Meyer

 
O cantinho de leitura é um espaço importantíssimo na sala de aula. Onde as crianças encontrarão variados materiais de leitura: livros, revistas, gibis, jornais, livros de receitas, atlas, dicionários, etc. As crianças aprendem a manusear o material (escolher o material, ler e devolver no mesmo lugar), a ter cuidado com o material (não amassar, rasgar ou rabiscar) ampliando sua autonomia. Importante: não deixe lápis (ou material para escrever) neste espaço.
Não basta apenas colocar um "cantinho de leitura" na sala, ou no pátio, ou em qualquer outro lugar da escola. Se o adulto não fizer alguma intervenção, demonstrando "como se faz" já que ele é o exemplo, é o modelo leitor que a criança tem, os livros e revistas perdem todo o sentido.
Na Educação Infantil, o "cantinho de leitura" é um dos cantos de trabalho diversificado. A criança tem em seu professor o seu "modelo de leitor", então é comum ela querer ler o livro tal qual o professor faz na roda de leitura. É preciso demonstrar como é que se lê sozinho (usando a mesa e cadeira, sentado no chão, em um tapete, etc).
Elaborei esses combinados sobre o cantinho de leitura com regrinhas básicas:

Estas instruções são simples para nós, mas bem complicadas para uma criança. Por isso, inicialmente você precisará estar por perto para lembrar as regras e para alertar sobre algum comportamento perigoso (puxar, jogar, morder, rasgar, dobrar ou amassar o livro). A criança aprende tudo! Mas é preciso dar orientação à criança, lembre-se: "ninguém nasce sabendo" ler um livro!
Sugestões para montagem de um cantinho de leitura:
- Doações: pode-se pedir doação de livro de literatura infantil ou revista (gibi) aos pais das crianças para fazer parte do acervo da turma.
- Doações de pessoas conhecidas: quem estiver se desfazendo dos livros dos filhos "crescidos", por exemplo.
- Algumas editoras fornecem livros de cortesia para professores.
- Empréstimos: se a escola tiver uma biblioteca ou sala de leitura, pode-se retirar livros para compor uma caixa na sala. Estes livros serão devolvidos!
- Caixa de textos: caixa (foto abaixo) para colocar textos que recortei de livros (desses que recebemos como cortesia). Colei em uma cartolina e coloquei em um saco plástico para ter mais durabilidade (contos, músicas, poemas, piadas, receitas, etc).
 

Esse cantinho foi montado em 2007 (turma de 1.º ano do EF):


Esse cantinho foi montado em 2009-2010 (turma de EI):



O que o professor NÃO deve fazer:
- Deixar o cantinho abandonado. Se a criança manipula um acervo com livros rasgados, amassados, sem páginas, ela entende que isso é "normal", e passará a ser descuidada com o material coletivo;
- Permitir que as crianças destruam o acervo. Dizer que a criança "rasga mesmo" não justifica a destruição. Caso os livros sejam destruídos, é preciso conversar com as crianças e retirar o livro do cantinho;
- Usar o cantinho como um "castigo" para conter a criança. Se a criança fez algo de errado, não é para esse cantinho que ela vai;
- Deixar as crianças sem orientação e sem a sua supervisão. Hábitos são conquistados aos poucos, com paciência e insistência.
O que o professor PODE fazer:
- Motivar a leitura! O professor é o modelo de leitor para seus alunos. Leia para eles e com eles! Tenha sempre em seu planejamento um "momento de leitura";

- Organizar um cantinho, nem que seja uma caixa, com livros e materiais de leitura;

- Orientar seus alunos: aprender a ouvir uma história, aprender a manusear (ler) um livro, revista, etc;

- Muitos de nós trabalhamos em condições adversas, mas podemos ter pequenos "oásis" em nossa sala de aula, um desses espaços de fantasia é o cantinho de leitura;

- Se sua escola tiver uma biblioteca ou sala de leitura, visite-a com seus alunos. Mas vá antes para conhecer o acervo e planejar sua atividade lá dentro.




Você encontrará mais dicas para organização da sala da Educação Infantil clicando aqui.

Para ler sobre "O livro para a criança
que não lê de forma convencional" clique aqui.


Para ler sobre Literatura Infantil clique aqui.

Organizado por Ivanise Meyer®
Por favor, se copiar o material do blog para sua utilização, mantenha os créditos. Obrigada!


14/09/2014

O livro para a criança que não lê de forma convencional

 
Escrevi sobre a relação que uma criança
que ainda não lê de forma convencional
(de bebê aos 6 ou 7 anos) por ter com o livro.
Se você quiser ler, clique aqui.
 

Organizado por Ivanise Meyer®
 

10/09/2014

Formação do Professor: Práticas de Leitura e Escrita

Sugestão do Baú:
♥♥♥
"Práticas de Leitura e Escrita"
"Esta publicação que a Secretaria de Educação a Distância do Ministério da Educação oferece aos educadores brasileiros traz a possibilidade de uma reflexão sobre os processos de leitura e de escrita, sob o enfoque dos gêneros discursivos e das práticas de letramento, por meio da seleção de textos publicados em séries produzidas pelo Salto para o Futuro, compreendendo os anos de 2000 a 2005."
No site:
Para salvar (são 180 páginas):
O arquivo está em PDF (Adobe®), você terá que ter o Adobe instalado no seu computador.
Depois que o arquivo baixar (espere um pouco), no Internet Explorer (na parte de cima da sua tela) vá em ARQUIVO e clique em SALVAR COMO (ficará salvo no seu computador).

Organizado por Ivanise Meyer®

09/09/2014

Formação do Professor: Grafismo Infantil

Formação do Professor
 
GRAFISMO INFANTIL
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
 
Como encontro muitos materiais interessantes na internet, decidi compartilhar aqui no Baú de Ideias os links de vídeos e textos que possam ajudar os colegas.
 
Estou inaugurando hoje o marcador "Formação do  Professor",
 que você encontrará no índice de todos os baús, conforme as postagens acontecerem.
 
Sejam bem-vindos a este espaço de formação!
 

 
Organizado por Ivanise Meyer®
 
 

Formação do Professor: O desenho infantil

Formação do Professor
 
O DESENHO INFANTIL
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

É muito importante que o professor da criança pequena reconheça as características de cada fase na produção do desenho infantil.
Baú de Ideias sugere esse vídeo da Nova Escola, apresentado pela Monique Deheinzelin:


Organizado por Ivanise Meyer


22/08/2014

Folclore


Folclore
~~~~~~~~~~
Em agosto comemoramos o dia do folclore,
mas a riqueza de nossa cultura é tanta
e tão diversificada,
que temos material para todo ano!
Que tal trazer elementos do folclore nacional
para suas aulas?
Parlendas, trava-línguas, ditados populares,
contos, culinária, vestimentas, arte popular...
Clique nos links para navegar nas sugestões:


Organizado por Ivanise Meyer®

05/07/2014

Dia dos Pais (sugestões dos Baús)



Dia dos Pais
2.º domingo de agosto
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Confira as sugestões dos Baús



Novidade!

Em breve, teremos sorteio do meu livro
Brincar & Viver
aqui no Baú de Ideias!!!

04/07/2014

Dia dos Pais

Dia dos Pais
~~~~~~~~~~~~~~~
Nos Estados Unidos, Sonora Luise resolveu criar o Dia dos Pais bem 1909, motivada pela admiração que sentia pelo seu pai, William Jackson Smart. O interesse pela data difundiu-se da cidade de Spokane para todo o Estado de Washington e daí tornou-se uma festa nacional. Em 1972, o presidente americano Richard Nixon oficializou o Dia dos Pais.
Devido a história, nos Estados Unidos, ele é comemorado no terceiro domingo de junho. Em Portugal é comemorado a 19 de março. No Brasil, é comemorado no segundo domingo de agosto. A criação da data é atribuída ao publicitário Sylvio Bhering, em meados da década de 50, festejada pela primeira vez no dia 14 de Agosto de 1953, dia de São Joaquim, patriarca da família. (dia que também se comemora o dia do padrinho segundo a tradição católica).

Sugestões do Baú de Ideias:

Sugestões no Picasa:

Organizado por Ivanise Meyer®

Cartão para o Dia dos Pais

Cartão para o
Dia dos Pais
♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
Este ano fiz este cartão inspirada no modelo
 da amiga e educadora Sonia Ubeda.

"Maleta de Ferramentas"
Materiais: cartolina preta, azul (para as alças), impressão da mensagem, cola e tesoura.

Como fazer:
- Imprimir a mensagem em folha A4.
- A criança faz o seu desenho ao lado da mensagem e pinta as ferramentas (use cores claras).
- Cortar a maleta (18 X 22 cm) e dobrar no meio. Colar as alças.
- Colar uma etiqueta na frente da maleta.
- Colar a mensagem.
- A maleta (cartão) pode ser colocada em saco de papel celofane e amarrada com fitilho.

Texto do cartão:

PAPAI,
OBRIGADO POR VOCÊ...
ME ENSINAR A USAR ESSAS FERRAMENTAS.

♥♥♥
Medidas no meu Picasa:


Organizado por Ivanise Meyer®

03/07/2014

Dia dos Pais (cartão)

Dia dos Pais
♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
Sugestão: CAMISA
..............................
Materiais: cartolina, retalho de papel de presente (gravata), lápis de cera (ou outro material para colorir), tesoura e cola.
Como fazer: Cortar nos lugares marcados e dobrar formando a "gola".
Pintar e decorar a camisa.
Colar a gravata fechando a gola.
Pode ser: cartão (escrever atrás), capa de livrinho, porta-caneta (cortar na altura do bolso com estilete e prender uma caneta).

Molde da camisa (em meia folha de papel A4).

Molde da gravata.



Sugestão: CARTÃO AMO VOCÊ
.................................................

Materiais: figuras impressas (menino e menina), cartão impresso, lápis de cor para pintar, tesoura e cola.
Como fazer: Cada criança pinta o seu boneco.
Recortar, dobrar os bracinhos e colar na frente do cartão.
O boneco fica com os bracinhos dobrados. Quando se desdobra aparece a frase:
AMO VOCÊ.
Pode-se escrever PAPAI na parte debaixo do cartão (ou imprimir).
Molde do menino e da menina.


Na frente está escrito:
TENHO UM SEGREDINHO
PARA TE CONTAR...
Veja mais sugestões e a oração que está neste cartão em:
♥♥♥
Organizado por Ivanise Meyer®

02/07/2014

Dia dos Pais (mensagens)

Dia dos Pais
♥♥♥
Sugestão de Leitura:
Adivinha o quanto eu te amoSam Mcbratney
Ed. Martins Fontes
♥♥♥
Era hora de ir para a cama, e o coelhinho se agarrou firme nas longas orelhas do coelho pai.
Depois de ter certeza de que o papai coelho estava ouvindo, o coelhinho disse:
"Adivinha o quanto eu te amo?"
"Ah, acho que isso eu não consigo adivinhar" - respondeu o coelho pai.
"Tudo isto" - disse o coelhinho, esticando os braços o mais que podia.
Só que o coelho pai tinha os braços mais compridos e disse:"E eu te amo tudo isto!"
"Hum, isso é um bocado" - pensou o coelhinho.
"Eu te amo toda a minha a altura" - disse o coelhinho.
"E eu te amo toda a minha altura" - disse o coelho pai.
"Puxa, isso é bem alto" - pensou o coelhinho. "Eu queria ter braços compridos assim."
Então o coelhinho teve uma boa idéia. Ele se virou de ponta-cabeça apoiando as patinhas na árvore, e gritou:"Eu te amo até as pontas dos dedos dos meus pés, papai!"
"E eu te amo até as pontas dos dedos dos teus pés" - disse o coelho pai, balançando o filho no ar.
"E eu te amo toda a altura do meu pulo" - riu também o coelho pai, e saltou tão alto que suas orelhas tocaram os galhos da árvore.
"Isso é que é saltar" - pensou o coelhinho.
"Bem que eu gostaria de pular assim."
"Eu te amo toda a estradinha daqui até o rio" - gritou o coelhinho.
"Eu te amo até depois do rio, até as colinas." - disse o coelho pai.
"É uma bela distância" - pensou o coelhinho. Mas àquela altura já estava sonolento demais para continuar pensando.
Então, ele olhou para além das copas das árvores, para a imensa escuridão da noite e concluiu: "Nada podia ser maior que o céu."
"Eu te amo até a Lua!" - disse ele, e fechou os olhos.
"Puxa, isso é longe" - falou o papai coelho - "longe mesmo!"
O coelho pai deitou o coelhinho na sua caminha de folhas, inclinou-se e lhe deu um beijo de boa-noite.
Depois, deitou-se ao lado do filho e sussurrou sorrindo:
"Eu te amo até a Lua... ida e volta!"
PAI - UM SANTO REMÉDIO
RECEITA PARA TODOS
♥♥♥
Vide Bula
APRESENTAÇÃO – PAI vem em embalagens de diversos tamanhos e pesos.
USO – Adulto e pediátrico
COMPOSIÇÃO
Cada 100 gr de PAI possui em média:
*10gr de carinho,*10gr de compreensão,*10 gr de sinceridade,*10gr de paciência,*0,0003gr de broncas e *50 gr de muito amor com firmeza...
PRAZO DE VALIDADE –PAI tem prazo de validade indeterminado.
INDICAÇÕES :
Recomenda-se o uso de PAI, caso sejam verificados sintomas como: mau humor, brigas com o(a) namorado(a), decisões importantes, dúvidas cruéis, falta de grana, carência afetiva, falta de carro, baixo astral.
CONTRA INDICAÇÕES:
PAI não deve ser administrado em caso de notas baixas.
PRECAUÇÕES:
Este produto pode causar dependência.
Cuidados na interrupção no tratamento (principalmente nas férias). O uso prolongado de PAI, às vezes parece prejudicial, pode interromper bruscamente o tratamento, inclusive por motivo de viagem. Os primeiros dias de ausência do PAI, parecem maravilhosos. Mas, crises agudas são freqüentemente detectadas.Volte logo ao uso.
POSOLOGIA:
CRIANÇAS E ADOLESCENTES:use e abuse de PAI, quanto mais usar, melhor.
ADULTOS: Não fique acanhado, não é vergonha nenhuma usar o PAI depois de crescido. E lembre-se:PAI é como pijama. Quanto mais velhinho, mais macio fica.
ESTE MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO AO ALCANCE DAS CRIANÇAS.
Siga corretamente o modo de usar.
Se não desaparecerem os sintomas, procure orientação de MÃE.
(Autor desconhecido)
♥♥♥

"SE VOCÊ FOSSE MEU FILHO"
Hoje me passou pela cabeça o que faria,
Se você, papai, fosse meu filho.

Se você fosse meu filho, e eu notasse você
Carregado de perguntas e interrogações,
Dialogaria sobre as coisas da vida,
Diria de onde você veio, como nasceu.
Contaria as peraltices da infância.
Falaria do amor de Deus, de Jesus, de salvação...
É tão bom, papai, bater papo com você!

Se você fosse meu filho, e brigasse com a mamãe,
(como eu faço com a irmãzinha às vezes),
vocês fariam as pazes logo, logo.
Obrigariam um ao outro apertar a mão,
Beijar a face, e, num abraço gostoso pedir perdão.
Se você, papai, fosse meu filho,
Não deixaria você comer às pressas.
Sair correndo, quase morrendo.
Eu quero ver você bem bonito, bem gordinho.
Eu quero ver você ficar velhinho!

Se você fosse meu filho,
Levaria você ao parque, ao jardim.
Compraria pipoca, sorvete, bombom,
Faria tudo para você ficar contente.
Que bom, papai, quando você passeia com a gente!

Se você fosse meu filho, na hora de dormir,
Eu deixaria de ver televisão, iria ao quarto,
Segurar-lhe a mão, fazer oração,
E cantar cantigas de ninar...
É tão gostoso ouvir você cantar comigo,
E dizer em oração: Papai do céu...

Ah! Eu gosto tanto, tanto de você.
Que eu gostaria, papai, de ser seu pai!
Silvino Netto
♥♥♥

PAI
♥♥♥
Pai de todo jeito
Pode ser novo, pode ser velho;
Pode ser branco, negro ou amarelo;
Pode ser rico ou pobre;
Pode ser solteiro, casado, viúvo ou divorciado;
Pode ser feliz ou infeliz;
Pode estar aqui ou já ter ido embora;
Pode ter tido filhos ou adotado-os;
Pode ter casa ou morar na rua;
Pode usar terno ou tanga;
Pode ser Deus ou humano;
Pode estar trabalhando ou desempregado;
Pode ser tanta coisa ou simplesmente PAI.
Mas todos, sem faltar um sequer, fazem parte da Criação.
Que não só hoje, mas em todos os dias desta vida
possam ser lembrados como aquele que:
Muitas vezes não dormiu,
Muitas vezes ficou pensando na comida para levar para casa,
Muitas vezes engoliu sapos,
Muitas vezes chorou escondido,
Muitas vezes gargalhou,
Muitas vezes perdeu a hora,
Mas nunca deixou de pensar na coisa mais importante da sua vida:
NÓS!!!!
Autor Desconhecido
♥♥♥
Desejo feliz dia dos pais
aos visitantes do
Baú de Ideias.
Beijinhos,
Ivanise:)
Organizado por Ivanise Meyer®

26/06/2014

PNE 2011 - 2020 (Plano Nacional de Educação)


O Plano Nacional de Educação (PNE) é um documento com diretrizes para políticas públicas de educação para o período de 2011 a 2020. O projeto original saiu dos debates ocorridos na Conferência Nacional de Educação (Conae), em 2010, com o intuito de substituir o primeiro plano (2001-2010).
Em 15 de dezembro de 2010, o Projeto de Lei do Plano Nacional de Educação (nº 8.035/10) foi enviado ao Congresso pelo governo federal. Nestes dois anos em tramitação na Câmara, o PNE sofreu mais de 3 mil emendas. O texto foi aprovado no Senado em 17 de dezembro de 2013, mas como a Casa fez alterações no texto, ele precisou voltar para a Câmara dos Deputados. O texto-base foi aprovado, enfim, em 28 de maio e seguiu para a sanção da presidente Dilma Rousseff - que o sancionou sem vetos.

O plano destina 10% do PIB (Produto Interno Bruto) para a educação e prevê que gastos com creches conveniadas e programas como o Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) e Prouni (Programa Universidade para Todos) entrem na conta. 
O PNE estabelece 20 metas e 253 estratégias para a educação a serem cumpridas nos próximos dez anos (a contar a partir da sanção presidencial). Entre as diretrizes, estão a erradicação do analfabetismo, a valorização da carreira docente e o aumento de vagas no ensino superior, na educação técnica e na pós-graduação.

Para ler o texto final do PNE, clique aqui.
20 metas para a Educação

1. Universalizar, até 2016, a Educação Infantil na pré-escola para as crianças de 4 a 5 anos de idade e ampliar a oferta de Educação Infantil em creches de forma a atender, no mínimo, 50% das crianças de até 3 anos até o final da vigência deste PNE.

2. Universalizar o ensino fundamental de 9 anos para toda a população de 6 a 14 anos e garantir que pelo menos 95% dos alunos concluam essa etapa na idade recomendada, até o último ano de vigência deste PNE.

3. Universalizar, até 2016, o atendimento escolar para toda a população de 15 a 17 anos e elevar, até o final do período de vigência deste PNE, a taxa líquida de matrículas no ensino médio para 85%.

4. Universalizar, para a população de 4 a 17 anos com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades ou superdotação, o acesso à educação básica e ao atendimento educacional especializado, preferencialmente na rede regular de ensino, com a garantia de sistema educacional inclusivo, de salas de recursos multifuncionais, classes, escolas ou serviços especializados, públicos ou conveniados.

5. Alfabetizar todas as crianças, no máximo, até o final do 3.º ano do ensino fundamental.

6. Oferecer educação em tempo integral em, no mínimo, 50% das escolas públicas, de forma a atender, pelo menos, 25% dos(as) alunos(as) da educação básica.

7. Fomentar a qualidade da educação básica em todas etapas e modalidades, com melhoria do fluxo escolar e da aprendizagem de modo a atingir as seguintes médias nacionais para o IDEB.

8. Elevar a escolaridade média da população de 18 a 29 anos, de modo a alcançar no mínimo 12 anos de estudo no último ano de vigência deste Plano, para as populações do campo, da região de menor escolaridade no País e dos 25% mais pobres, e igualar a escolaridade média entre negros e não negros declarados à Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

9. Elevar a taxa de alfabetização da população com 15 anos ou mais para 93,5% até 2015 e, até o final da vigência deste PNE, erradicar o analfabetismo absoluto e reduzir em 50% a taxa de analfabetismo funcional.

10. Oferecer, no mínimo, 25% das matrículas de educação de jovens e adultos, nos ensinos fundamental e médio, na forma integrada à educação profissional.

11. Triplicar as matrículas da educação profissional técnica de nível médio, assegurando a qualidade da oferta e pelo menos 50% da expansão no segmento público.

12. Elevar a taxa bruta de matrícula na educação superior para 50% e a taxa líquida para 33% da população de 18 a 24 anos, assegurada a qualidade da oferta e expansão para, pelo menos, 40% das novas matrículas, no segmento público.

13. Elevar a qualidade da educação superior pela ampliação da proporção de mestres e doutores do corpo docente em efetivo exercício no conjunto do sistema de educação superior para 75%, sendo, do total, no mínimo, 35% doutores.

14. Elevar gradualmente o número de matrículas na pós-graduação stricto sensu, de modo a atingir a titulação anual de 60.000 mestres e 25.000 doutores.

15. Garantir, em regime de colaboração entre a União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios, no prazo de 1 ano de vigência deste PNE, política nacional de formação e valorização dos(as) profissionais da educação, assegurado que todos os professores e as professoras da educação básica possuam formação específica de nível superior, obtida em curso de licenciatura na área de conhecimento em que atuam.

16. Formar, em nível de pós-graduação, 50% dos professores da educação básica, até o último ano de vigência deste PNE, e garantir a todos os(as) profissionais da educação básica formação continuada em sua área de atuação, considerando as necessidades, demandas e contextualizações dos sistemas de ensino.

17. Valorizar os (as) profissionais do magistério das redes públicas de educação básica de forma a equiparar seu rendimento médio ao dos (as) demais profissionais com escolaridade equivalente, até o final do sexto ano de vigência deste PNE.

18. Assegurar, no prazo de 2 anos, a existência de planos de Carreira para os(as) profissionais da educação básica e superior pública de todos os sistemas de ensino e, para o plano de Carreira dos(as) profissionais da educação básica pública, tomar como referência o piso salarial nacional profissional, definido em lei federal, nos termos do inciso VIII do art. 206 da Constituição Federal.

19. Assegurar condições, no prazo de 2 anos, para a efetivação da gestão democrática da educação, associada a critérios técnicos de mérito e desempenho e à consulta pública à comunidade escolar, no âmbito das escolas públicas, prevendo recursos e apoio técnico da União para tanto.

20. Ampliar o investimento público em educação pública de forma a atingir, no mínimo, o patamar de 7% do Produto Interno Bruto - PIB do País no 5º ano de vigência desta Lei e, no mínimo, o equivalente a 10% do PIB ao final do decênio.

Para maiores informações sobre as 20 metas clique no site Educar para Crescer.

Organizado por Ivanise Meyer

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...